Três motivos para contar com uma assessoria de imprensa em tempos de crise

abril 16, 2020

Em tempos de crise, como a que vivemos agora, a primeira coisa que muita empresa de pequeno e médio porte faz é reduzir orçamento de marketing – muitas vezes, cortando os serviços da assessoria de imprensa.

Antes de entender esse comportamento, é importante destacar como as grandes empresas lidam com o departamento de comunicação e marketing. Para esse grupo, comunicação representa um dos maiores investimentos e esses líderes contam com a expertise dos profissionais de comunicação em reuniões-chave para que a comunicação cause impacto, sustente a credibilidade das demais ações, mantenha a reputação em alta.

Se há dúvida, seguem três motivos para ter  uma Assessoria de Imprensa como aliada:

Reputação é algo que se constrói e deve ser preservada custe o que custar. Tem gente que resume o trabalho de assessoria de imprensa como “anúncio gratuito”, usando press releases. Se o conteúdo do que estiver sendo divulgado for questionável ou mal escrito, a reputação da marca será mal avaliada. Outro ponto fundamental: anúncios não estão atrelados à credibilidade. Quando se diz que uma empresa levou anos para construir seu nome, houve um trabalho incessante para que ela se comunicasse com seus vários públicos de interesse com o menor ruído possível e fosse admirada por isso.

Em tempos de crise, aumenta o consumo de notícias. Dados recentes da agência norte-americana Horowitz Research revelam que o consumo de notícias cresceu muito de forma geral, nas mais variadas plataformas. As pessoas não só estão mais antenadas com o que está acontecendo globalmente, como também estão mais engajadas e voltadas para as notícias locais. Entre os americanos, 58% afirmaram que estão se informando muito mais do que antes, por exemplo.

Dinamizar relacionamentos. Quando se estudam os diversos públicos de interesse de uma empresa, sejam clientes internos e externos, sejam fornecedores, parceiros, o sucesso está definitivamente vinculado à forma como se dá a comunicação entre a marca e esses componentes. O papel do assessor de imprensa é justamente compreender quem são esses públicos e de que forma a empresa deve se comunicar com eles para estabelecer uma relação de confiança, aumentar sua credibilidade e engajamento, e atingir seus objetivos.

Se a empresa quer estabelecer uma relação de parceria com seus clientes, trazê-los para perto, conhecer suas necessidades e expectativas, não deve abrir mão de um bom trabalho de assessoria de imprensa. Muito menos em tempos difíceis, quando desaparecer da mídia que se frequentava regularmente é dar margens para que se pense que a empresa não está sólida o suficiente para enfrentar uma tempestade.